domingo, 27 de dezembro de 2009

E se nascêssemos nus

"E se nascêssemos nus, de olhos fechados, sem saudade, sem o outro, sem o reconhecimento da fala, sem a descodificação do medo, sem os signos do amor, sem uma rosa-dos-ventos no bolso?

Andamos de ilha em ilha à procura de nós próprios mas a nossa identidade não é o somatório dos nossos sentimentos e afectos. É, acima de tudo, o que conseguimos com eles fazer pelos outros e por nós. Esta é a viagem do Pássaro Cego."

...

J. Monge

(retirado do texto introdutório do projecto musical "Pássaro Cego" de Manuel Paulo e Nancy Vieira)

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Este Natal...

All I Want For Christmas is You

sábado, 19 de dezembro de 2009

Que lindos 88 anos....



Na comemoração dos seus 88 anos, digam lá se não é linda?

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

pelos teus olhos
vejo, em ti
me vejo, te vejo
em mim.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Hoje é o dia de amanhã.

Tudo na vida está em esquecer o dia que passa.
Não importa que hoje seja qualquer coisa triste,
um cedro, areias, raízes,
ou asa de anjo
caída num paul.
O navio que passou além da barra
já não lembra a barra.
Tu o olhas nas estranhas águas que ele há-de sulcar
e nas estranhas gentes que o esperam em estranhos
[portos.
Hoje corre-te um rio dos olhos
e dos olhos arrancas limos e morcegos.
Ah, mas a tua vitória está em saber que não é hoje
[o fim
e que há certezas, firmes e belas,
que nem os olhos vesgos
podem negar.
Hoje é o dia de amanhã.

Fernando Namora, in "Mar de Sargaços"


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

partir para ficar, partir para voltar!

"E se inventássemos o mar de volta? e se inventássemos partir, para regressar? Partir e aí nessa viajem ressuscitar da morte às arrecuas que me deste. Partida para ganhar, partida de acordar, abrir os olhos, numa ânsia colectiva de tudo fecundar, terra, mar, mãe… Lembrar como o mar nos ensinava a sonhar alto, lembrar nota a nota o canto das sereias, lembrar o depois do adeus, e o frágil e ingénuo cravo da Rua do Arsenal, lembrar cada lágrima, cada abraço, cada morte, cada traição, partir aqui com a ciência toda do passado, partir, aqui, para ficar…"


(José Mário Branco, FMI)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

as pequenas coisas...

morrer de amor
ao pé da tua boca
desfalecer
à pele
do sorriso
sufocar
de prazer
com o teu corpo
trocar tudo por ti
se for preciso.

(Maria Teresa Horta)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Os velhos...

“O que seria de nós, os velhos, se não tivéssemos esse livro ilustrado que é a memória, toda essa riqueza de experiências vividas! Seria uma situação lamentável, seríamos uns miseráveis. Deste modo, porém, somos imensamente ricos e não nos limitamos a arrastar uma carcaça cansada, de encontro ao fim e ao esquecimento; somos guardiães de um tesouro que viverá e resplandecerá enquanto nós próprios respirarmos.”

Hoje somos jovens, idealistas, enérgicos, lutadores... amanhã seremos o velho sentado no jardim, porque a vida é assim mesmo... mas há que fazer a diferença! E não é ter dó ou piedade, é simplesmente respeitar e retribuir aquilo que já fizeram por nós...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estou...

A precisar urgentemente de férias...

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Bom fim de semana!

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A melhor época do ano está a chegar...

E que bom era ter uma lareirinha assim... que nos aqueça e faça sonhar!

Mudaram as estações, nada mudou...


Mudaram as estações, nada mudou...

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Deixo-me levar...

Um novo album, incrivelmente bonito!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Vidas...



Faz dia 15 de Dezembro 6 meses que entrei para a Distrilogie, sem saber bem no que me ia meter, a pura da aventura com a esperança de sucesso. A verdade é que a aventura tem valido muito a pena, o êxito é obvio, coloquei-me à prova em inúmeras e variadas situações e orgulho-me de dizer que me superei.

Algo curioso nesta empresa é que a equipa de 19 pessoas, todas elas entre os 26 e os 36 anos, são uma forte fonte de contribuição para o crescimento demográfico. E passo a explicar: Eu entrei na empresa para substituir uma colega que entrou em licença de maternidade: passado 2 semanas de eu entrar, nasceu o pequenito. Mas 2 semanas antes de eu entrar tinha nascido um outro anjinho, o segundo filho do Ricardo. Passado uma colega regressa ao trabalho, após ter estado de baixa e licença de maternidade há já 1 ano, e que já tinha o bebé com 5 mesitos. Entretanto à medida que vou conhecendo o pessoal fico a saber que o Paulo Luís vai ser pai pela segunda vez, e surpresa das surpresas, de gémeos, as duas meninas nasceram a semana passada e, precisamente hoje, o Carlinhos (o financeiro) comemora o seu aniversário juntamentecom o do seu primeiro filho que acabou de nascer. O Miguel já está a trabalhar para isso (anda em teinos, como ele diz), entretanto o Raul casou-se há 4 meses qualquer dia vem a cegonha a caminho e o Polido casa-se para o ano. A Paulinha tem um pequenito de 2 anos, sem contar com o chefinho-cunhado que já tem 2 rapagões. Isto certamente quererá dizer alguma coisa... a empresa transmite aos seus colaboradores grande estabilidade... o ambiente é familiar e de grande cumplicidade entre as pessoas. É uma honra e um prazer fazer parte desta equipa, nem que seja por pouco tempo.

Vou ter saudades... Mas ano novo, aventuras novas! E cá estarei para me superar novamente!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Puro Amor...

Foto tirada por: Nuno Correia

sábado, 24 de outubro de 2009

Realmente, levas-me aos fados...

Ana Moura está de volta com um novo disco. ‘Leva-me aos Fados’ é o quarto álbum de estúdio da fadista, o sucessor do multi-galardoado ‘Para Além da Saudade’ (2007).

‘Leva-me aos Fados’ conta com uma lista de participações de luxo de onde se destacam José Mário Branco, Gaiteiros de Lisboa, Manuela de Freitas, Amélia Muge e Tózé Brito. Tal como os anteriores, tem a produção de Jorge Fernando.

Deixo-vos um cheirinho deste projecto, que está lindíssimo, com o single de promoção: "Leva-me aos fados".


quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Cristiano Ronaldo (en) canta??? Não me parece...

O antes...




O depois...




Mas é, sem sombra de dúvidas, um anúncio inteligentemente bem feito...

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

«É o mais espectacular auto-retrato de uma imbecil que já vi na vida»

Nuno Markl reage ao vídeo de Maitê Proença

«É o mais espectacular auto-retrato de uma imbecil que já vi na vida», afirma humorista.

«O vídeo da Maitê Proença não chega a ser ofensivo para com os portugueses» é a primeira frase do comentário que o humorista fez sobre o vídeo em que Maitê Proença revela o que pensa de Portugal e dos portugueses.

Nuno Markl expressou o seu desagrado no facebook, onde questionou o porquê das criticas da actriz. «Eu não tinha esta rapariga em má conta. Isto é raivinha contra o ex-namorado português?»

O humorista vai ainda mais longe e elogia o «tipo que pôs o número três ao contrário»: «acima de tudo parece-me razoavelmente ofensivo para com ela própria - é o mais espectacular auto-retrato de uma imbecil que já vi na vida. Ao pé dela, o tipo que pôs o número 3 ao contrário, na porta da casa de Sintra, é, provavelmente, um génio.»

O humorista aligeira as coisas ao lembrar que «há brasileiros no You Tube a cascar na coisa.»
«Nem merece a petição. É um gás intestinal televisivo que desaparecerá depressa e sem história... no oceano da net. Dar-lhe atenção de incidente diplomático é honrar a menopausa da Maitê de uma forma exacerbada, sobretudo quando há menopausas tão mais interessantes», acrescenta Nuno Markl.

Não podia concordar mais...

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Tres notas para decir te quiero

Muito bom! Vicente Amigo e a sua guitarra flamenca.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

TMN recria famosos “originais”

Vejam estes anúncios da tmn. Vale muito a pena. Muito bem feitos!!!!

Gosto particularmente do mix entre o Rui Costa e o Sá Pinto... :P

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Inteligência e Audácia... é desta publicidade que eu gosto!


Alemanha: anúncio contra a SIDA com Hitler a fazer sexo causa polémica

O anúncio televisivo de uma organização alemã de luta contra a sida está a provocar polémica ainda antes de ir para o ar, pois recorre à imagem de Adolf Hitler para fazer passar a mensagem de que a doença "é um assassino em massa". A campanha televisiva da Regenbogen mostra um casal a ter relações sexuais tórridas até que a dado momento a câmara revela que o homem é um sósia do ditador nazi.

Além do vídeo com Hitler, a Regenbogen preparou anúncios de imprensa em que aparecem mulheres a fazer sexo com Estaline ou Saddam Hussein, apresentados como responsáveis pela morte de milhões.

Várias organizações que apoiam seropositivos sublinharam que a campanha poderá levar a que a opinião pública identifique quem sofre de sida com Hitler e os restantes ditadores, reforçando preconceitos já existentes.


“Queriamos dar ao vírus uma cara e essa cara não pode ser bonita. E é por isso que escolhemos Adolf Hitler, Estaline e Saddam Hussein”.

Claro que: Já não é possível ver o polémico anuncio da luta contra o SIDA (vídeo) no Youtube.

O Youtube proibiu retirou agora o vídeo uma vez que este "violava o regulamento" do famoso site, refere a empresa.

Várias vozes se levantaram contra o anuncio, nomeadamente familiares e representantes das vítimas do Holocausto. Se por um lado os responsáveis da campanha justificavam-na com o facto de quererem dar uma cara feia ao vírus do SIDA, do lado dos críticos é referido que é uma ofensa para os que perderam a vida devido ao regime do ditador. Para eles, enquanto as pessoas se podem proteger do VIH, as vítimas mortais do holocausto não podiam evitar o poder de Hitler.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Uma canção de embalar...


Um e dois e três
Era uma vez
Um soldadinho
De chumbo não era
Como era
O soldadinho

Um menino lindo
Que nasceu
Num roseiral
O menino lindo
Não nasceu
P'ra fazer mal
Menino cresceu
Já vai à escola
De sacola
Um e dois e três
Já sabe ler
Sabe contar

Menino cresceu
Já aprendeu
A trabalhar
Vai gado guardar
Já vai lavrar
E semear
Menino cresceu
Mas não colheu
De semear
Os senhores da terra
O mandam p'ra guerra
Morrer ou Matar

Os senhores da guerra
Não matam
Mandam matar
Os senhores da guerra
Não morrem
Mandam morrer
A guerra é p'ra quem
Nunca aprendeu
A semear
É p'ra quem só quer
Mandar matar
Para Roubar
Dancemos meninos
A roda
No roseiral
Que os meninos lindos
Não nascem
P'ra fazer mal

Soldadinho lindo
Era o rei
Da nossa terra
Fugiu para França
P'ra não ir
Morrer na guerra

Soldadinho lindo
Era o rei
Da nossa terra
Fugiu para França
P'ra não ir
Matar na guerra
José Mário Branco

Esta era a música que a minha mãe me cantava para eu adormecer, ainda tenho lembranças da voz dela a cantar-ma. Por acaso, descobri há muito pouco tempo que é do José Mário Branco... coincidências...
Será com toda a certeza uma das canções cantarei aos meus filhos para os embalar.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Eu não sei.. Tanto, sobre tanta coisa

O silêncio, deixa-me ileso
E que importância tem?
Se assim, tu vês em mim
Alguém melhor que alguém
Sei que minto, pois o que sinto
Não é diferente de ti
Não cedo, este segredo
É frágil e é meu
Eu não sei...Tanto, sobre tanta coisa
Que às vezes tenho medo
De dizer aquelas coisas
Que fazem chorar
Quem te disse, coisas tristes
Não era igual a mim
Sim, eu sei, que choro
Mas eu posso, querer diferente para ti
Eu não sei...Tanto, sobre tanta coisa
Que às vezes tenho medo
De dizer aquelas coisas
Que fazem chorar
E não me perguntes nada
Eu não sei dizer...


Silence 4

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Oito despidos de preconceitos


Partilho uma proposta que me pareceu interessante:
Estreia do Musical ‘Rapazes nus a cantar’

São oito. Estão nus. E, ao longo de uma hora, dançam e entoam canções de amor, de desejo, de engate. Fazem rir mas podem, ou não, fazer corar os mais pudicos. Sobretudo nos números em que elogiam o pénis ou exaltam as virtudes da masturbação.


É assim ‘Rapazes Nus a Cantar’, o musical de Robert Schrock que Henrique Feist estreia no Casino Estoril na próxima terça-feira, dia 8, às 22h00, e que, nos últimos dez anos, tem feito as delícias de plateias em todo o Mundo.


Não se trata de um espectáculo que conte uma história. Trata-se, isso sim, de uma sequência de 12 números em que o espectador é convidado a sorrir sobre situações com que (alguns) homossexuais se vêem confrontados. Exemplo: um homem, para pagar as dívidas ao Fisco, decide tornar-se "criado ao natural". Ou seja, faz as limpezas nu!


Há números que falam de amor mas a maioria é paródica, com letras a condizer. "Vou bater à mão/ vou agarrar / malhar, malhar / que sensação!"


A direcção musical é de Nuno Feist e no elenco estão, entre outros, Pedro Pernas, Pessoa Júnior, Alexandre Ferreira ou Hugo Martins. E é só para maiores de 18.


Ana Maria Ribeiro (Correio da manhã)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Para Ti

Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente porque era de noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só
amando de uma só vida

Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Só faltou mesmo trazê-la... e vontade não faltou!

O Sr. Mário Modesto de uma natural ingenuidade, bondade e simpatia, características inerentes aos alentejanos de gema (como é o caso) surpreendeu-nos quando, um belo dia de manhã, traz ao seu colo uma doce "borreguinha" com 1 mês de vida, orfã de mãe, alimentada por biberon dado maternalmente pelo Sr. Mário, com um andar ainda desastrado de bebé e um olhar curioso por tudo o que mexe. Encantou-me de imediato, e as imagens falam por si.
É impossível resistir a um doce destes...

O Sr. Mário Modesto, a "borreguita" e eu.

A "borreguita" a dar-me lambidelas (até xuxou nos dedos porque tinha fominha).

A "borreguinha" de pé (esta imagem confirma tudo o que disse)

PS. Só faltou mesmo os tomates para fazermos a "selada" para levarmos para a praia. Mas fica para a próxima, nós não nos esqueceremos!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Pela tua, pela minha, pelas nossas velhinhas...

Voltava de viagem, dum paraíso de descanso, e ouvi esta música que me fez logo lembrar de ti... dos últimos inesperados acontecimentos, da tua sensibilidade e consequentemente do teu sofrimento com esta perda...

Pela tua, pela minha e por todas as velhinhas... mães, avós...


Balada para uma velhinha - Carlos do Carmo

Num banco de jardim uma velhinha
está tão só com a sombrinha
que é o seu pano de fundo.
Num banco de jardim uma velhinha
está sozinha, não há coisa
mais triste neste mundo.
E apenas faz ternura, não faz pena,
não faz dó,
pois tem no rosto um resto de frescura.
Já coseu alpergatas e
bandeiras verdadeiras.
Amargou a pobreza até ao fundo.
Dos ossos fez as mesas e as cadeiras,
as maneiras
que a fazem estar sentada sobre o mundo.
Neste jardim ela
à trepadeira das canseiras
das rugas onde o tempo
é mais profundo.
Num banco de jardim uma velhinha
nunca mais estará sozinha,
o futuro está com ela,
e abrindo ao sol o negro da
sombrinha poidinha,
o sol vem namorá-la da janela.
Se essa velhinha fosse
a mãe que eu quero,
a mãe que eu tinha,
não havia no mundo outra mais bela.
Num banco de jardim uma velhinha
faz desenhos nas pedrinhas
que, afinal, são como eu.
Sabe que as dores que tem também são minhas,
são moinhas do filho a desbravar que Deus lhe deu.
E, em volta do seu banco, os
malmequeres e as andorinhas
provam que a minha mãe nunca morreu.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

NoSiLêNcIoDeMaRiA

Deste silêncio que me invade
A tua imagem
O rosto da nossa eternidade
A fome que assalta e possui...
Todo o meu olhar é esta bela viagem
Entre tudo o que ainda não fui
E talvez o que um dia saberei ser:
A saudade em forma de verso a nascer...

Deste voo que lentamente
Se faz ao rio
A inquietação da pele fervente
O canto de uns lábios doces em mim...
Todos os meus passos são fonte de calor e frio
Uma janela entreaberta ao teu jardim
E talvez seja mesmo eu a amanhecer:
De novo amante e todo o seu poder!

Pedro Branco

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Partilha: Plágio de mim

"Plágio de mim" Feat Raquel Tavares

Luiz e a Lata e Raquel Tavares

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Férias: conduzir de chinelos ou descalço não dá multa...

Agosto é o mês que os portugueses preferem para descansar. Roupas e sapatos arejados são os mais usados em qualquer ocasião, mesmo a conduzir. E a verdade é que nem é ilegal, como se pensa.

Fim de tarde na estrada que traz os veraneantes da Costa de Caparica rumo a Lisboa. Joana circula, naquele pára-arranca típico, na via da esquerda. Chegada à artéria de acesso à Ponte 25 de Abril, Joana encosta à direita para atravessar o Tejo. Pisa o traço contínuo, é certo. É multada por uma patrulha da GNR, mas não apenas por isso. A segunda coima fê-la desembolsar 30 euros na hora. Trazia umas havaianas calçadas e isso bastou.

Joana alegou desconhecimento da lei, mas de nada lhe valeu. Nem a ela nem a muitos outros condutores que já foram multados por não terem nos pés o calçado considerado adequado por alguns militares da GNR. Mas a verdade é que actualmente não há nada que impeça de conduzir de chinelos ou até mesmo descalço. Um antigo Código da Estrada já contemplou essas infracções, mas o que está agora em vigor é omisso em relação à matéria.

Por isso, ao contrário do que se pensa, conduzir de chinelos, em troco nu ou descalço não é ilegal. É a GNR que o confirma. "Pese embora o Código da Estrada não expressar nada em concreto sobre este assunto, é uma questão de bom senso conduzir de forma a garantir o máximo de segurança", afiança o major Henrique Armindo.

O único artigo no Código da Estrada, mais abrangente, que poderia no limite ser aplicado é o n.º11, que diz: "Os condutores devem, durante a condução, abster-se de práticas e actos susceptíveis de prejudicar o exercício da condução segura." Ao que o DN apurou, ao aplicar uma multa em tais circunstâncias que se perceba que, de facto, prejudicaram a condução, o condutor será punido com uma coima que pode ir até aos 300 euros.

Além do chinelo e do pé descalço, a condução em trajes 'impróprios' (biquíni) ou em tronco nu também preocupa alguns condutores. Mas mais uma vez, a legislação é omissa. Mas uma mulher ao volante em tronco nu poderá configurar crime se, por exemplo, causar um acidente. O juiz pode considerar que se tratou de um acto exibicionista e condenar a condutora a pagar uma multa ou a cumprir um ano de prisão.

terça-feira, 28 de julho de 2009


A casa da saudade chama-se memória: é uma cabana pequenina a um canto do coração.

Coelho Neto

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Olha o belo do caracol...

Para quem é fan de caracóis e gosta de experimentar coisas novas, fica a sugestão:

Festival do Caracol Saloio

Junto ao Pavilhão Paz e Amizade - Loures
Horário:
Segunda a sexta: 17h00 – 24h00
Sábados e domingos: 16h00 – 24h00

Esta será a 10.ª edição do Festival do Caracol Saloio. Sendo já reconhecido como um grande evento gastronómico de qualidade a nível nacional, contou no ano transacto com a participação de cerca de 65 mil visitantes. Contará este ano com a presença de 12 tasquinhas, que durante 10 dias servirão os mais variados pratos, cozinhados exclusivamente com caracóis e caracoletas, tentando bater o recorde dos 11 mil quilos de gastrópodes consumidos em 2008.
Este espaço contará ainda com a já habitual animação de palco, com música ao vivo, karaoke e dança.
Contará uma vez mais com corrida de caracoletas no já famoso “Caracolódromo”.

Animação

Dia 17 Kontrafactus
Dia 18 Beto Camurça – Karaoke
Dia 19 Trio Maravilha
Dia 20 Estúdio 8 – Escola de Dança
Dia 21 Gaiteiros do Liz + Victor Sérgio e C.ª
Dia 22 Nelo
Dia 23 Espectáculo Contrabanda
Dia 24 Som Latino
Dia 25 Orquestra Contrapasso
Dia 26 Beto Camurça – Karaoke

Restaurantes:

Grelhador: Cataplana de Caracóis; Arroz de Caracóis; Feijoada de Caracol.

Churrasqueira Ideal de Loures: Caracoleta à Espanhola; Caracoleta à Brás; Caril de Caracoleta; Açorda de Caracoleta; Caracoleta à Bulhão Pato; Espetada de Caracoleta com Ananás; Rissol de Caracoleta.

Apolo 78: Caracol à Bulhão Pato; Caracol de Cebolada; Caracol à Rossini; Fussili de Caracoleta; Caracoleta à la Parisienne; Caracoleta à la S. Germain.

Café Primavera: Tortilha de Caracol; Feijoada de Caracol; Dobradinha de Caracol; Caracol à Rato; Caracoleta Cozida; Pataniscas de Caracol; Rissóis de Caracol.

Ludecénio: Arroz de Caracoleta; Chili de Caracoleta; Caracoleta à Bulhão Pato; Ímpar; Caracol de Coentrada; Pataniscas de Caracol; Feijoada de Caracol.

Riviera: Caracoleta à Riviera; Tortilha de Caracol; Açorda de Caracol.

A Lebre: Salada de Caracoleta; Espetada de Caracoleta; Caracoleta à Bulhão Pato; Caracoleta à Espanhola.

Xurrasku´s: Cebolada de Caracol; Caracóis Salteados com Migas Saloias; Rissol de Caracol; Feijoada de Caracoleta; Farinheira com Ovos e Caracóis; Quiche de Caracóis.

Salero: Caracoleta à Bulhão Pato; Salada de Caracoleta de Coentrada.

Café Estrela: Feijoada de Caracoleta; Caracoleta Mitra (À Avozinha); Rissóis de Caracoleta.

Churrasqueira Ginha: Caracoleta à Ginha; Caracoleta à Guilho.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Porque sim...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Para uma princesinha...

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Felicidade...


Se Eu Pudesse Trincar a Terra Toda

Se eu pudesse trincar a terra toda
E sentir-lhe um paladar,
Seria mais feliz um momento ...
Mas eu nem sempre quero ser feliz.
É preciso ser de vez em quando infeliz
Para se poder ser natural...
Nem tudo é dias de sol,
E a chuva, quando falta muito, pede-se.
Por isso tomo a infelicidade com a felicidade
Naturalmente, como quem não estranha
Que haja montanhas e planícies
E que haja rochedos e erva ...
O que é preciso é ser-se natural e calmo
Na felicidade ou na infelicidade,
Sentir como quem olha,
Pensar como quem anda,
E quando se vai morrer, lembrar-se de que o dia morre,
E que o poente é belo e é bela a noite que fica...
Assim é e assim seja ...

Alberto Caeiro, in "O Guardador de Rebanhos - Poema XXI"

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Certamente uma noite muito especial...


Muitos Parabéns Pedro!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Levo-te na " Lembránsa"


lembransa - mayra andrade

quem ti viu, quem ti ve,

era um vez um coraçon,

com tcheu amore, tcheu carinho,

hoje um mero motorzinho

so para manter un vida.


(saudades muitas...)


PS. Peço desculpa pelos erros

terça-feira, 7 de julho de 2009

A cor da tua alma

Enquanto eu te beijo, o seu rumor
nos dá a árvore, que se agita ao sol de ouro
que o sol lhe dá ao fugir, fugaz tesouro
da árvore que é a árvore de meu amor.

Não é fulgor, não é ardor, não é primor
o que me dá de ti o que te adoro,
com a luz que se afasta; é o ouro, o ouro,
é o ouro feito sombra: a tua cor.

A cor de tua alma; pois teus olhos
vão-se tornando nela, e à medida
que o sol troca por seus rubros seus ouros,
e tu te fazes pálida e fundida,
sai o ouro feito tu de teus dois olhos
que me são paz, fé, sol: a minha vida!

Juan Ramón Jiménez, in "Ríos que se Van"
Tradução de José Bento

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Palavras ocas

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Força GUI

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Novamente... por ti!

Porque faz todo o sentido... porque é mais uma fase da tua (nossa vida), sempre com todo o carinho de quem te quer bem, que gosta de ti e que te admira como músico e como pessoa, repito aquilo que disse há uns meses atrás.

Porque existem várias formas de amar, o nosso amor por ti é grande, grande, grande...

Beijo muito doce.

Ps. E... ser solidário é ser fonte de gente

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Ser solidário é ser fonte de gente - um gesto de amizade


Já cantámos as voltas de cada abraço

A certeza do beijo e da mão dada

Carregando o fruto que é esta jornada

Sabemos da força que trazemos no passo


De janela aberta, tua casa feita em nós

O doce aroma da poesia

A ternura de cada dia

O romper inquieto da alegria

Onde dança a simplicidade da tua voz


É tempo do sonho, uma nova corrente

Caminhar contigo é ser feliz

De dentro de tudo o que se faz e diz

Ser solidário é ser fonte de gente

terça-feira, 9 de junho de 2009

Morena, menina linda!


morena, menina linda - mayra andrade

Para além de ser uma morena linda, tem uma voz quente, doce, confortante, simplesmente indescritível... ao vivo então, é de arrepiar!

Obrigada maninho e pappys, foi muito bom!!!

Esta é a minha música favorita do novo álbum "Storia, Storia", embora todas as outras sejam igualmente belíssimas.

terça-feira, 2 de junho de 2009


Revolta-me a injustiça, a desigualdade, a maldade, a desgraça, a fome, a miséria, a hipocrisia, a arrogância, a riqueza... revolta-me um mundo cheio de imperfeições, onde a única coisa que interessa é o carro que cada um tem, a marca das roupas que veste e os sítios onde come.

Revolta-me a falta de humanização, a falta de princípios e a falta de valores.

Sou a favor da diferença porque todos nós temos um papel essencial na sociedade em que vivemos. É pena nem todos perceberem isso!


sexta-feira, 29 de maio de 2009

Brilho dental

A mulher furacão e o encantador Gaudêncio.

Pena o vídeo não ter a música desde o início, mas vale a pena ouvi-la mesmo assim...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Gota d' Água


O musical "Gota d'Água", escrito por Chico Buarque e Paulo Pontes em 1975 e que adapta a tragédia "Medeia", de Eurípides, à realidade brasileira.


A acção decorre numa área residencial chamada Vila do Meio-Dia, localizada nos subúrbios de uma grande cidade brasileira.


Aí mora Joana (Izabella Bicalho), uma mulher corajosa que fica destroçada quando o marido, Jasão (Armando Babaioff), a troca por uma mulher mais jovem e rica, filha de Creonte (Cláudio Lins).

Jasão mora, agora, na casa de Creonte, seu novo sogro, com a jovem Alma e desfruta do grande êxito do seu samba "Gota d'Água", que passa em todas as rádios da cidade.


Apesar de situado no Brasil dos anos 70, época de censura federal e repressão ideológica, e de trazer uma mensagem de consciência política à sociedade brasileira, o texto mantém a sua actualidade, através da força poética dos diálogos rimados, que resgataram o valor da palavra e expressam uma dura crítica social.


Originalmente estreado em 1975, com Bibi Ferreira como protagonista, "Gota d'Água" é agora apresentado numa montagem que traz uma visão contemporânea do clássico de Chico Buarque e Paulo Pontes, com novos arranjos musicais para canções como "O que será (à flor da pele)", "Partido Alto", "Gota d'Água", "Comadre Joana", "Vila do Meio-Dia" e "Paó".


A actriz Izabella Bicalho, que ganhou vários prémios pelo seu desempenho neste musical, é também a produtora responsável pela montagem deste espectáculo, cuja estreia ocorreu em Outubro de 2007 no Rio de Janeiro e que foi aclamado pela crítica e pelo público.



Foi simplesmente um espectáculo maravilhoso com um elenco de luxo, um texto magnífico, músicas de arrepiar, vozes surpreendentes, interpretações arrasadoras e uma produção fantástica. Valeu muito a pena!



A mensagem que passou:


"E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água..."


Ps. Obrigada à Andreia e ao Chico, amei!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

ESTRADA DA MONTANHA

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Caetano Veloso sem cais...


Cantor grava segundo disco com banda de jovens músicos.
Caetano Veloso canta a vista pro mar e outras belezas do Rio na música “Sem Cais”. O velho tema da bossa nova ganha guitarra e contra-baixo, mas continua cantado baixinho, com batida de samba. Feita em parceria com Pedro Sá, a faixa está no novo álbum de Caetano: “zii e zie”.
“É a música mais doce e gostosa do disco”. Palavras de Caetano.





















Sem cais - Caetano Veloso

Ps. E tudo o que é gostoso é irresistível!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Amor para a MÃE!


Porque serei sempre a tua Nini, porque tu serás sempre o sol da minha vida.

Passado mais um aniversário olho para ti e vejo um espelho de amor, força, coragem e dignidade. Sinto muito orgulho em ter ter como mãe, da educação, do conforto e dos conselhos que me deste e, acima de tudo, por estares sempre do meu lado.

Todas as palavras são poucas para dizer tudo aquilo que sinto por ti. Mas há uma bem forte que se aplicará para todo o sempre: AMO-TE!

Muitos parabéns desta filha que te admira pelo que tu és, foste e serás!

Até logo!

PS. E o teu aniversário é uma data muito importante, porque senão existisses a nossa vida não teria sentido. Tu és o Mundo, nunca te esqueças disso!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Cântico negro

"Vem por aqui" — dizem-me alguns com os olhos doces,
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui"!
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...

A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
— Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre a minha Mãe.

Não, não vou por aí!
Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...
Se ao que busco saber nenhum de vós responde,
Por que me repetis: "vem por aqui!"?
Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...

Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois, sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios.
Eu tenho a minha Loucura!
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...

Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

José Régio, in Poemas de Deus e do Diabo

Foram estas palavras que me despertaram e ensinaram o verdadeiro prazer de ler poesia.

Ajoelhou? Vai ter que rezar...

Uma actriz de filmes pornográficos resolveu virar-se para Deus e tornou-se pastora numa igreja de Los Angeles, Califórnia, avança o site brasileiro «G1», que cita a edição norte-americana da revista «Marie Claire».
Melissa Scott foi estrela de filmes porno e posou nua para revistas masculinas com o nome «Barbie Bridges». Em 1995 casou com o pastor Gene Scott, que construiu um império com a igreja. Todos os meses o pastor recebia mais de um milhão de dólares (cerca de 750 mil euros) em doações e tinha uma fortuna que incluía dois ranchos, uma mansão e uma colecção de carros de luxo.

Gene, que era cerca de 40 anos mais velho, morreu há quatro anos por causa de complicações provocadas por um cancro da próstata.

Com a morte do marido, Melissa assumiu a «University Cathedral», a igreja do marido no centro de Los Angeles. Só que mal fez o primeiro sermão, alguém enviou cartões com fotos da pastora em poses menos religiosas, realçando as parecenças entre a actriz porno e a agora líder da igreja.

domingo, 17 de maio de 2009

Faz hoje um ano, que tive a honra e o orgulho de vos apadrinhar. Resta-me lembrar-vos o lindo dia que proporcionaram a todos os que testemunharam o vosso casamento. Foi a celebração daquilo que vos une à 10 anos... um amor lindo!

Para os meus irmãos, afilhados, amigos de toda a vida, desejo que este amor vos una para sempre!

Beijo muito grande.

video

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Partilhar...

Ontem de manhã, precisamente às 8h21 recebo uma mensagem no telemóvel: "Acabei de receber o resultado das tuas análises por causa da gripe suína. Já podes dormir descansada, és uma porca saudável!

Ps. Obrigada Sandra, viu-se mesmo que não ias trabalhar! Também gosto muito de ti.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Reflexão...


Saber Transmitir a Verdade

É bem possível dizer a verdade e não ser verdadeiro ou não ter uma relação verdadeira. E isto acontece mais do que se pensa. Quando não atendo à condição do outro, à sua sensibilidade, linguagem, idade, etc., posso dizer tudo certo e o outro ficar mais longe e mais desconfiado, e a relação não ser humana e verdadeira. A verdade humana é ser construtivo na relação. Da verdade lógica também os computadores são capazes...

(Padre) Vasco Pinto de Magalhães, in "Não Há Soluções, Há Caminhos"

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Desencontro

Ouvi na rádio e achei uma delícia... não por ele, mas por ela! :P

É um doce desencontro...


03 Desencontro.wma - Luis Represas

domingo, 3 de maio de 2009

Longe... mas perto.


Não podia deixar passar este dia, sem o dedicar a duas Mães Extraordinárias.

Uma mãe "duas vezes" e a outra a minha super mãe.

Sei que tenho andado distante e por vezes não demonstro o quanto te (vos) amo. Mas sei que são fases da vida, que temos de passar por elas para nos orientarmos, para nos reencontrarmos, para sabermos aquilo que somos e para onde vamos... Mas tu sabes que eu estou sempre aqui, que te admiro como mãe, mulher, esposa, ser humano. Lembro-me na escola, naquelas conversas de crianças, perguntarmo-nos uns aos outros, o que quereríamos ser quando fossemos crescidos, e a minha resposta automática era sempre: "quando for grande gostava de ser como a minha mãe."

Porque te admiro, porque te amo, porque tenho saudades tuas... um Feliz dia da Mãe!!!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Se Todos Fossem Iguais a Você



Vai tua vida
Teu caminho é de paz e amor
A tua vida
É uma linda canção de amor
Abre os teu braços e canta
A última esperança
A esperança divina
De amar em paz

Se todos fossem
Iguais a você
Que maravilha, viver
Uma canção pelo ar
Uma mulher a cantar
Uma cidade a cantar, a pedir, a sorrir a cantar
A beleza de amar
Como o sol, como a flor, como a luz
Amar sem mentir nem sofrer

Existiria a verdade
Verdade que ninguém vê
Se todos fossem no mundo iguais a você

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Porque quem dança é mais feliz...


Hoje comemora-se o Dia Mundial da Dança. Como é óbvio não podia deixar passar ao lado este dia com o qual tanto me identifico e que, acima de tudo, faz parte de mim.

O Dia Internacional da Dança vem sendo celebrado no dia 29 de abril, promovido pelo Conselho Internacional de Dança (CID), uma organização interna da UNESCO para todos tipos de dança.

A comemoração foi introduzida em 1982 pelo Comitê Internacional da Dança da UNESCO. A data comemora o nascimento de Jean-Georges Noverre (1727-1810), o criador do ballet moderno.

Entre os objetivos do Dia da Dança estão o aumento da atenção pela importância da dança entre o público geral, assim como incentivar governos de todo o mundo para fornecerem um local próprio para dança em todos sistemas de educação, do ensino infantil ao superior.


A Dança é um acto de liberdade...


PS. Obrigada aos dois amigos que se lembraram de mim, foi muito bonito da vossa parte, nada que me espante em vocês. Saudades grandes...

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Uma nova forma de ouvir Amália

O vídeo está simplesmente magnífico, vale a pena ver e ouvir!



Projecto: Amália Hoje - "um projecto pop português liderado pelo músico Nuno Gonçalves (The Gift), apresentam um álbum que revisita fados interpretados por Amália Rodrigues à luz da sonoridade pop. Nuno Gonçalves assina a escolha do alinhamento, os arranjos e a direcção musical do grupo, que inclui Sónia Tavares, vocalista dos The Gift, Fernando Ribeiro, líder do grupo metal Moonspell, e Paulo Praça (ex-Turbo Junkie e Plaza)."

domingo, 19 de abril de 2009

Irresistível...



Há pessoas assim...

sexta-feira, 17 de abril de 2009

terça-feira, 14 de abril de 2009

Fados

Recomendo:

Para quem gosta, recomendo a banda sonora do documentário musical "Fados", do realizador espanhol Carlos Saura. É uma viagem ecléctica pelo fado, com um elenco pluricultural que embebe no fado muito das suas raízes. Com versões lindíssimas e vozes apaixonantes, uma compilação de verdadeiro bom gosto.

domingo, 12 de abril de 2009

Lembra-me de ti...


Menina Voce que tem - Toni Garrido

Ouvi esta música pela primeira vez e lembrei-me de ti. Porque és uma pessoa especial, porque me fazes sorrir, porque és uma força da natureza, porque és uma pessoa maravilhosa, e acima de tudo por conseguires passar o teu positivismo aos outros!
Obrigada Maria pela tua amizade, por me dares coisas tão bonitas. Espero algum dia conseguir retribuir da mesma forma!

Beijo grande