quarta-feira, 26 de maio de 2010

Razão de viver

Razão de Viver - Ala dos Namorados

Deixa ser como o luar, à minha vontade
como a águia ser a águia, sem nenhum problema...
ser a cor teu grão de areia, a minha unidade
do deserto e do mar, que coisa pequena...
ter do tempo a claridade do sol promissor
como o índio, ser o índio e valer a pena

E valer a pena...
sem outra razão e valer a pena...

Ai se eu pudesse... ter a paz...!
para te dar... um pouco do céu!
um pouco do sonho, um pouco de paz...
sem outra razão já valia a pena...

Ser de rir e de chorar
ser do meu momento
como o vento, ser o vento e a sua feição...
ter da flor a sua essência só pelo prazer...
só o ser... só o ser sem a condição...
amar-te só porque sim e valer a pena
só o sim, só o sim sem a explicação...
e valer a pena... sem outra razão e valer a pena...